Dicas simples para ajudar a eliminar o glúten da sua dieta

O glúten é o nome coletivo para um grupo de proteínas encontradas em grãos como trigo, cevada e centeio.

Embora a maioria das pessoas possa ingerir glúten sem quaisquer problemas, pode ser prejudicial para indivíduos com doença celíaca ou sensibilidade ao glúten não celíaca.

Aqueles com distúrbios de glúten podem apresentar sintomas como desconforto digestivo, dores de cabeça, fadiga, perda de peso e dermatite após ingestão de glúten.

Outras pessoas também podem se beneficiar da remoção do glúten de sua dieta. Felizmente, se você tem um problema de saúde relacionado ao glúten, a remoção do glúten de sua dieta provavelmente melhorará seus sintomas.

Este artigo fornece 12 dicas simples para ajudá-lo a eliminar o glúten da sua dieta.

Escolha grãos sem glúten

Trigo, cevada e centeio são grãos populares que contêm glúten. No entanto, existem muitas alternativas de grãos sem glúten.

Exemplos de grãos sem glúten incluem:

  • Quinoa
  • arroz castanho
  • painço
  • Amaranto
  • trigo mourisco
  • aveia

Apesar de seu nome, o trigo mourisco é uma semente semelhante a um grão que não tem relação com o trigo e é naturalmente isenta de glúten. O trigo mourisco pode ser apreciado como cereal ou usado em receitas de produtos assados sem glúten.

A aveia é naturalmente isenta de glúten, mas pode conter traços de glúten da exposição durante o processamento. Se você tem doença celíaca ou sensibilidade ao glúten, escolha aveia com uma etiqueta certificada sem glúten.

Procure uma etiqueta de certificação sem glúten

A Food and Drug Administration (FDA) regula alegações sem glúten em embalagens de alimentos. Um produto que alegue ser isento de glúten deve cumprir a definição sem glúten da FDA, contendo menos de 20 partes por milhão (ppm) de glúten. A União Européia (UE) possui legislação similar para produtos alimentícios rotulados como sem glúten.

 

Além disso, muitas organizações terceirizadas estabeleceram certificações sem glúten para fabricantes de alimentos. Estas são certificações adicionais e o produto alimentício ainda deve estar em conformidade com os regulamentos governamentais.

Por exemplo, o Gluten Intolerance Group estabeleceu o selo Certified Gluten-Free, que exige que os produtos contenham 10 ppm ou menos de glúten. Essa organização exige testes contínuos e inspeções anuais para garantir a conformidade.

Coma mais orgânicos

Todas as frutas e vegetais frescos são naturalmente isentos de glúten.

Dietas sem glúten podem não ter micronutrientes como folato e magnésio, a menos que produtos contendo glúten sejam substituídos por outros alimentos ricos em nutrientes. Incluir mais produtos frescos em sua dieta pode ajudá-lo a adquirir esses nutrientes e eliminar o glúten.

Aqui estão algumas maneiras de adicionar mais produtos frescos à sua dieta:

  • pedir um envoltório de alface no lugar do pão
  • use macarrões vegetarianos espiralizados no lugar de massas regulares
  • optar por uma salada em vez de um sanduíche
  • use batatas assadas ou abóbora para um prato sem glúten
  • escolha um lado de frutas frescas ou legumes assados
  • adicione um pedaço de fruta ao seu pequeno-almoço ou coma-o como um lanche
  • use fatias de batata-doce no lugar do pão

Algumas frutas e vegetais processados, como produtos congelados ou enlatados, podem conter glúten como aditivo alimentar ou agente espessante. É melhor verificar o rótulo de glúten ou trigo se escolher frutas e vegetais enlatados, congelados ou secos.